Tireoide e seu funcionamento

A tireoide é uma das glândulas mais importantes do nosso corpo. Localizada na parte anterior do pescoço, ela regula o funcionamento de vários órgãos do corpo humano, como o coração, o cérebro, os rins, o intestino e, no caso das mulheres, regula o ciclo menstrual. Os hormônios produzidos pela tireoide são o T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina) e eles atuam em todo o nosso organismo.

Quando a essa glândula não funciona de maneira correta, pode liberar hormônios em quantidade insuficiente, causando o hipotireoidismo,  ou em excesso, ocasionando o hipertireoidismo. Nessas duas situações, o volume da tireoide pode aumentar. As doenças da tireoide são sete vezes mais frequentes em mulheres do que em homens, principalmente após os 50 anos. O diagnóstico das doenças é feito de maneira simples com o toque do pescoço, ultrassom da glândula e por exames laboratoriais que devem medir os níveis dos hormônios TSH, T4 e T3.

Conheça alguns sintomas característicos do aumento e da redução da produção de hormônios pela tireoide:

Hipertireoidismo: Ocorre quando há uma produção excessiva de hormônios. Nesse caso, tudo no nosso corpo começa a funcionar rápido demais: o coração dispara, o intestino solta, a pessoa fica agitada e com ansiedade, fala demais, gesticula muito, tem suor excessivo e perda de peso. Além disso, pacientes com hipertireoidismo dormem pouco, pois se sente com muita energia, mas também muito cansados.

Hipotireoidismo: Ocorre quando há uma redução na produção dos hormônios T3 e T4. Nesse caso tudo começa a funcionar mais lentamente no corpo: o coração bate mais devagar, o intestino prende e o crescimento pode ficar comprometido. Pode ocorrer também, diminuição da capacidade de memória, cansaço excessivo, dores musculares e articulares, sonolência, pele seca, ganho de peso, aumento nos níveis de colesterol no sangue e até depressão.

Caso apresente algum desses sintomas ou note alguma diferença no funcionamento de seu organismo, procure ajuda médica. Para saber um pouco mais sobre sintomas, clique aqui!

Está gostando do conteúdo? compartilhe!